Gastronomia italiana é a preferida entre os brasileiros

A imigração italiana ao Brasil começou no século XIX e uma das principais heranças foi a gastronomia. Os italianos se instalaram primeiramente em São Paulo e logo depois migraram para o Rio Grande do Sul em busca de melhores oportunidades.

Aos poucos os costumes italianos se incorporaram aos nossos. A pizza, por exemplo, chegou junto com os italianos do Sul e se tornou uma receita popular no século XX, quando pessoas sem origens italianas passaram a reproduzir o prato, muitas vezes adicionando temperos e elementos novos, o que fez com que a receita ganhasse também características regionais.

Na Itália, as receitas são passadas de geração em geração com muito orgulho e cuidado, sendo um símbolo das raízes culturais imateriais. Por aqui, a maioria dos restaurantes têm, pelo menos, um prato italiano no cardápio, como risoto, lasanha ou massa.

Segundo a pesquisa Hábitos Alimentares dos Brasileiros, 7% dos estabelecimentos nacionais são focados na culinária italiana, sem contar as pizzarias. O estudo abrangeu preferências, dietas e tendências de consumo da culinária estrangeira no Brasil e concluiu que 41% dos entrevistados optam por restaurantes italianos sobre os outros.

Azeite de oliva extravirgem, massa, risoto, lasanha, atomatados, pizza, entre outros insumos, conquistaram o brasileiro e o apetite pela gastronomia italiana só cresce. A Paganini é responsável pela maior e melhor linha de produtos verdadeiramente italianos cuidadosamente selecionados para o consumidor brasileiro. Ela associa a saudável dieta mediterrânea ao charme e prazer de uma verdadeira mesa italiana.